WhatsApp da Agência CWS

Como funciona o Inbound Marketing

Encerrando o nosso super especial sobre Inbound Marketing, vamos explicar a metodologia, as etapas e como funciona o Inbound Marketing. Vamos lá?

Primeira fase: atrair clientes

Primeiramente, de nada adianta investir seu tempo em Inbound Marketing se o seu site não recebe visitas. Se não há visitas, não há leads. Se não há leads, não há vendas. Afinal, como resolver esse problema?

Partindo da primeira fase do Inbound Marketing, que é a de atrair clientes. E, aliás, aqui entra a principal diferença entre o marketing convencional do Inbound Marketing. No convencional, a empresa investe em meios de chegar até o cliente; já no modelo do Inbound Marketing, é o cliente quem procura pela empresa, atraída pelo conteúdo gerado por esta.

Como funciona o Inbound Marketing: Meios de atrair clientes

Blog

O grande pilar para qualquer campanha de Inbound Marketing bem-sucedida certamente começa com um Blog. Afinal, ele é o cara responsável por gerar todo o conteúdo posteriormente compartilhado entre todos os demais canais de comunicação de sua empresa.

O Blog usado como ferramenta de marketing necessita planejamento, assim como um estudo aprofundado sobre o público-alvo, a fim de os artigos conversarem a língua do público. É um canal muito importante. Crie engajamento, atrair novos clientes e fazer com que a sua empresa se firme no mercado online.

Redes Sociais

Então, com o conteúdo devidamente gerado no blog, chegou a hora de explorar o poder das redes sociais. Plataformas como Facebook e Instagram primam pelo dinamismo, além de  compartilhamento, interação, sendo espaços digitais de suma importância para acomodar campanhas de Inbound Marketing.

A estratégia primordial é gerar conteúdo que estreite a relação entre cliente e empresa. Quanto mais seguidores você conquistar, mais relevantes suas redes sociais serão e mais chances você terá de prospectar novos clientes.

SEO e links patrocinados

Por último, SEO e links patrocinados são de fato excelentes soluções. O primeiro é um conjunto de estratégias e técnicas com a finalidade de aumentar os acessos orgânicos de um site, melhorando o seu ranqueamento nos resultados de pesquisa do Google.

Quer saber mais sobre SEO? Confira alguns artigos que fizemos a respeito:
Artigo: O que é SEO?
Artigo: Dicas de SEO para turbinar o seu site 

Já os links patrocinados podem até ir um pouco na contramão da essência do Inbound Marketing, mas é inegável o seu poder. É possível investir pouco e ainda assim ter resultados muito satisfatórios. Portanto, invista em Google Ads e Facebook Ads. Estas são provavelmente as duas mais completas ferramentas de links patrocinados da atualidade.

Segunda fase: converter clientes

Quando a primeira fase da sua campanha surtir efeito, decerto a segunda fase começará naturalmente. A conversão ocorre quando o visitante de seu site vira um lead. Dessa forma, são feitas ações para que o usuário passe suas informações (principalmente endereço de e-mail) em troca de um benefício ou recompensa.

Saiba mais sobre conversões acessando os artigos abaixo:
Artigo:Como converter visitas em vendas?
Artigo: Como medir suas conversões?

Como funciona o Inbound Marketing: para conseguir uma boa etapa de conversão:

– Crie ofertas de produtos ou serviços;
– Landing pages, isto é, uma página feita unicamente com com o intuito de gerar conversões;
– Formulários com o propósito de captar o máximo de informações de um lead;
– Call-to-action, ou seja, elementos com a finalidade de estimular o usuário a realizar uma ação, sobretudo botões acionadores de um download, newsletter ou algum material relevante.

Terceira fase: relacionamento

Nesta fase, chegou a hora de explorar o poder dos leads captados nas conversões. Inegavelmente, se relacionar com um lead é uma tarefa delicada, sutil, que necessita saber o perfil de seu público-alvo. Dentre as ações desta fase, indicamos:

– Emails promocionais
– Email Marketing
– Newsletter
– WhatsApp
– Facebook Messenger

Quarta fase: vendas

Existe, inegavelmente, uma grande jornada desde o momento em que um usuário se torna lead e esse lead acaba realizando uma compra de seu produto ou serviço. Como resultado, todo o trabalho feito nas fases anteriores converge para chegar até aqui, na fase em que os leads se tornam clientes efetivos. A partir deste momento, inicia-se um extenso trabalho de monitoramento e análise que visa durar até o fim da campanha de Inbound Marketing.

Como funciona o Inbound Marketing: alguns termos mais técnicos atrelados a esta fase são:

– Inbound Sales: consiste em uma equipe da sua empresa focada em fechar contratos, realizar reuniões e apresentar demonstrações. Tudo sem precisar se deslocar fisicamente até os potenciais clientes. Tudo é feito de dentro de uma sala, a fim de cortar gastos;

– Lead scoring: também conhecido como “pontuação de Leads”, visa compreender melhor a sua base de leads se utilizando de dois eixos: perfil (informações coletadas) e interesse (comportamento do lead e em qual canal ele esteve durante uma compra).

– CRM (Customer Relantionship Management): softwares desenvolvidos com a finalidade de a empresa ter total acesso a todas as negociações. Destacamos aqui 3 sites de CRM para a sua empresa:

– Zoho
– Bitrix24
– PipeDrive

Quinta e última fase: analisar

Agora que você já sabe sobre como funciona o Inbound Marketing, nesta etapa final entra outro grande diferencial (ou vantagem) do Inbound Marketing do marketing convencional: neste modelo de marketing digital, é muito fácil ter total controle sobre resultados, investimentos, podendo monitorar todas as ações da campanha, comportamento do público, interações feitas nos canais de comunicação. Em resumo, é tudo tão dinâmico que caso algo não esteja do seu agrado, basta reiniciar o trabalho com a finalidade de atingir todas as metas que você procura.

Como funciona o Inbound Marketing: a melhor ferramenta para análise da campanha

Com toda a certeza a melhor ferramenta de análise disponível é sem dúvida o Google Analytics, super recomendado a qualquer campanha de Inbound Marketing que se preze.

Artigo publicado originalmente em 18 de abril de 2019.
Artigo atualizado em 29 de abril de 2022. 

Deixe um comentário